ZEN

Cleide Canton

 

Pressente a vida em meio a guerras tantas,
toma o teu leme, investe na jornada,
para te veres muito mais que nada,
para colheres frutos que tu plantas.

Pressente o bem, ainda que distante,
mesmo que tudo insista e desalente.
É tua a força que se faz presente
na doce voz, no teu clamor constante.

Descobre a face, mata os teus rancores,
abre teus braços para os teus amores
e sente o beijo, sopro que acalenta

vindo dos campos fartos de pureza
que calarão, de vez, tua tristeza
e te darão a paz que sonhas. Tenta!

 

SP, 05/04/2008
15:20 horas
 
 
 
 
 
FORMATAÇÃO SIMONE CZERESNIA
 
 

 

Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.

 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

 

 

 

Página editada por Cleide Canton em 08 de abril de 2012

  online