VONTADE DE SORRIR

Cleide Canton
 
Já era tempo de abrir o riso,
secar o pranto, calar a dor,
poder tocar o véu do paraíso
e novamente acreditar no amor.
 
Já era tempo de acertar os passos
sem tombar nas asas da injustiça,
cantar vitórias, descartar fracassos,
sentir o chão aonde se aterrissa.
 
Já era tempo de afastar o medo
de vis mentiras,falas impensadas,
de revelar verdades em segredo,
de ver o tudo onde havia nada.
 
E a resposta vinda do Universo
na voz do jugo que se fez sensato,
devolve, ao puro, o antes adverso
e ao vilão o preço do espúrio ato.
 
SP, 19/12/2005
22:00horas
 
Dedicado a J.W.G.
pai desumano e ardiloso
a quem eu peço a compaixão de Deus,
neste Natal.
 
  
FORMATAÇÃO DE SIMONE CZERESNIA
 

 

Quer enviar esta página?
Clique no RECOMENDE

 

código para colar no scrap do Orkut
  

Página editada por Cleide Canton em 17 de maio de 2006

  online