TONS
Cleide Canton
 
 
Tombada fronte em meio à insensatez
do jogo de palavras impensadas,
frutos dos ardis das madrugadas
às voltas com os fins sem mais porquês.
 
 
As linhas vão surgindo desgarradas
do tema que afugenta a pequenez,
brincando no quem sabe ou no talvez
das horas que antecedem alvoradas.
 
 
Um broto à luz do sol mostrou a cor,
rasgando a terra virgem com vigor
em meio ao verde musgo do gramado.
 
 
Quem sabe mostrará sua ternura
ao mundo ensandecido e sem doçura
que esquece, da poesia, o tom sagrado.
 
 
São Carlos, 17/05/2013
18:50 horas
 
 
 
voz/interpretação:
Astir*Carr
 
FORMATAÇÃO CLEIDE CANTON

 

Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.

 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

 

Página editada por Cleide Canton em 11 de julho de 2013

  online