Se posso falar com Deus
Cleide Canton
 
 
Se posso falar com Deus
 e se certo é que serei ouvida,
certa também estou quando Lhe peço
que jamais me deixe sem guarida.
 
Que mais quero que já não tenha?
Que dor ainda poderei sentir?
Que sonhos ainda não sonhei?
Que amor maior poderá existir?
 
Já foram tantas as causas de luta
e tanto já me dei nesta labuta...
Se direitos usei em causa justa,
dever algum hoje me assusta.
 
Se posso falar com Deus
em lágrimas ou cantos de alegria,
pergunto-Lhe se são mesmo meus
os carinhos que me juraste um dia.
 
Se num relance Ele me disser que sim
como penso que fará (Que ousadia!),
talvez permita que cheguem até mim
os velhos desejos que tive um dia.
 
E o que renasce num coração ardente
pela chama do amor que nunca sucumbiu,
faz do que já foi um eterno presente
para quem hoje vê o que ontem não viu.
 
E selo com beijos meu compromisso
que vai de encontro aos teus quesitos.
Entrego-me sem reservas a este feitiço
na união sublime dos nossos infinitos
 
Se posso falar com Deus?
Claro! Ele é todo "ouvidos"!
Fez de mim modelo para ateus
e chama para os esquecidos.
 
 
SP, 04/10/2005
17:20 horas
 
 
Formatação: Cleide Canton
 
 
Use mas não abuse.
Respeite os
DIREITOS AUTORAIS.
 
 
 

 

 

Página editada por Cleide Canton em 16 de outubro de 2005

 

  online