SE FOSSE MINHA
Cleide Canton
 
 
Se minha fosse aquela flor que nasce
no canto oculto de um olhar tristonho,
faria riso a lágrima da face,
faria meu, ainda, este teu sonho.
 
Se fosse minha a prece que recitas
ou o lamento que teu canto entoa,
não calariam tais vozes benditas
do céu do amor que teu sofrer perdoa.
 
Se fosse minha a cama em que te deitas
ou anjo azul que pela fresta espreitas
ou doce estrela a crer no riso teu,
 
feliz seria a voz que te acalenta,
longe do som distante da tormenta,
perto do céu do amor que foi tão meu.
 
SP, 30/07/2006
20:20 horas
 
               FORMATAÇÃO DE SIMONE CZERESNIA
 
 
Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.
 
 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

 

Página editada por Cleide Canton em 12/09/2006

  online