MULHER
Cleide Canton
 
 
Resolveu que queria
muito mais do que lhe era oferecido.
O mundo se mostrara frio,
girando mesmo a contragosto,
levando seus pensares
para os poucos que a entendiam.
 
Tentaram dominar seus passos,
barrar suas pretensões,
escurecer seus conceitos de verdade,
fazê-la enjaular suas emoções
e calar sua fúria pela justiça.
 
Resolveram amarrá-la
a grilhões imperativos,
limitando seus passos
para que calasse a voz do levante
e se perdesse entre os comuns.
Tiraram-lhe tudo...
 
Esqueceram, todavia,
de roubar-lhe a alma.
Subestimaram sua força,
maior do que ela própria supunha.
 
Despiu-se, então,
de tudo que julgara vaidade,
de tudo que pudesse interferir
na sua vontade de ser.
 
Olharam-na
e nada perceberam.
Passaram por ela
e não a viram nua.
Invisível a quaisquer,
caminharia assim
até o fim...
Livre e Mulher.
 
SP,08/06/2008
13:20 horas
 
 
"Nada é maior do que a força interior porque é a única capacidade que abriga eternamente a centelha do amor divino". C.Canton
 
   FORMATAÇÃO DE SIMONE CZERESNIA
 
Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.
 
 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

Página editada por Cleide Canton em 13 de julho de 2008

online