Moro em ti
Cleide Canton
 
Meus sonhos são meus.
Não os vasculhes com olhos tortos
nem queiras compreendê-los
como entendes os teus.
Não somos iguais nem parecidos.
Nunca foram gêmeas nossas almas,
nunca foram comuns os nossos desejos.
Somos, decididamente,
criaturas diferentes.
Apenas havia algo a ser aprendido
nos caminhos que um dia cruzamos.
Como foi bom te conhecer !
Como foi belo te amar!
Foste um sol a iluminar meus dias.
Fui uma lua a te azular os cantos.
E sobrevive, no tempo e espaço,
a terna lembrança
deste amor sem fracasso.
Hoje te encontro a perambular,
sorrindo agradecido
e eu te beijo com a ternura
de um coração envaidecido.
 
Em ti mora algo de mim.
Em mim vive o belo de ti
perfumando sonhos só meus.
 
 
SP, 28/07/2005
20:00 horas
 
Midi : Sonho de Amor - Lizt
Art: Cleide Canton
 

 
 
 

 

 Copie o código para colar no scrap do Orkut
  

 

 

                                                      

 

Página editada por Cleide Canton em 24 de agosto de 2005

 

  online