MEUS SONHOS
Cleide Canton
 
 
 
Voam meus sonhos,
como pássaros famintos
pela vastidão dos céus,
na eterna busca
da verdadeira beleza,
intocáveis pela falsidade,
imunes às maledicências,
plenos na constância...
 
Voam meus sonhos
sem rota traçada,
mas com destino definido.
Contornam as dificuldades
numa parada quase obrigatória
e seguem, tranqüilos,
enfrentando véus de nuvens,
ventos e tempestades,
sem se deixarem abater
pelo peso das circunstâncias,
surdos às explosões das vaidades,
cegos à intolerância das futilidades.
Voam meus sonhos,
presos aos seus princípios,
sem esquecer
que sujeitos estão a deslizes,
certos de que enganos
são passíveis de perdão,
cônscios de que longo é o caminho
mas precisos são os fins,
porque carregam, nas asas,
a esperança que não se abate,
a fé que não se corrompe,
o amor que não se trai.
Voam meus sonhos,
livres enfim...
 
SP, 06/11/2006
13:25 horas
 

 
 FORMATAÇÃO DE SIMONE CZERESNIA
 
 
Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.
 
 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

Página editada por Cleide Canton em 09/11/2006

  online