Lá vou eu de novo
Cleide Canton
 
Lá vou eu de novo
abraçar meu povo
me sentir em casa.
Chego com vontade
matando a saudade
que do pranto vasa.
 
Lá vou eu contente
toda sorridente
abraçar a vida.
Tanto desencanto
machucou meu canto
Volto arrependida.
 
Lá vou eu sonhando
rédeas retomando
encontrando a paz.
Cheia de cuidado
coração alado
mostra que é capaz.
 
Lá vou eu sorrindo
dores despedindo
cheia de carinho.
Vivo de verdade
sem futilidade
retomo o caminho.
 
Lá vou eu em festa
levando o que resta
do que já vivi.
Chego toda prosa
no cabelo a rosa
que não dei a ti.
 
SP, 19/07/2204
21:52 horas

 
 

 
 

 

 

  online