GUERREIRA
Cleide Canton
 
 
Hás de ver tuas glórias ainda em vida.
Hás de ter essa paz tão almejada,
sem as marcas gritantes da ferida,
sem torturas da história ultrapassada.
 
 
Hás de ser o brilhante lapidado
com tal luz bloqueando dissabores,
que a força moverá o teu cajado
contra o mal causador das tuas dores.
 
 
Sentirás o sabor das alegrias
descoberto no mar das euforias
a dançar sob estrelas benfazejas.
 
 
Hás de ver a beleza que enobrece,
em resposta ao poder da tua prece,
bem maior do que o pouco que desejas.
 
 
 
SP,15 /08/2008
12:50 horas
 
 
 
 
Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.

 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

 

Página editada por Cleide Canton em 15 de setembro de 2013

  online