EU TE AMEI
Cleide Canton
 
 
Amei-te em todo tempo já passado.
Amei-te na distância e no segredo,
loucura sustentada pelo medo
de ser-te mais um sonho sepultado.
 
Amei-te e o meu amor, engano ledo,
desfez-se em cada beijo renegado,
em cada canto terno, sem pecado,
nos versos que não mais a ti concedo.
 
Amei-te e em desventuras me perdi.
Tentando melindrar-te, então menti,
fazendo-me senhora de outro alguém.
 
Mas quando o teu olhar o meu procura,
nem tento disfarçar esta doçura
que cala e que sufoca o meu desdém.
 
SP, 29/06/2009
23:00 horas
 

FORMATAÇÃO SIMONE CZERESNIA

 

 

Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.

 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

 

Página editada por Cleide Canton em 15 de janeiro de 2010

  online