Descobrindo-me 
Cleide Canton Garcia


Olhando minha alma
como se me vendo no espelho,
desnudo-me 
e descubro-me.
Tento encontrar as virtudes
mas me perco nos vagalhões
das eternas perspectivas de ser,
nos sonhados desejos de crescer,
na esperança desmesurada
de tocar o inatingível.



Descubro-me
na apreciação
do belo pela beleza,
do todo pela essência,
da razão pela inteligência,
do ato pela conseqüência,
da luta pela persistência,
do sonho pela transparência.



Tento tolerar os defeitos
mas as intransigências,
muito mais que as benevolências,
se enroscam
nas razões e contra-razões,
debilitando 
o defensor que se esconde em mim.
Seria inútil tentar

descobrir-me assim?



Proibida a cópia sem autorização da autora
®DireitosAutoraisReservados©




 Web designer Ana Amélia Donádio
Romantic Home
Página editada em 12/06/2003.


Clique no CD para gravar o fundo musical   

  online