"Pois eu te amo assim,
impensadamente,
cega às sombras
de um descompasso tal
que, mal te sonho,
a noite é diferente
e os ventos uivam
do prazer total".

C.Canton

 

 

Cartão editado por Cleide Canton em 20/03/2006

  online