Já era tempo
de abrir o riso,
secar o pranto,
calar a dor,
poder tocar
o véu do paraíso
e novamente
acreditar no amor.
Eu acredito em você!

 

 

Cartão editado por Cleide Canton em 28/02/2006.

online