Sigamos confiantes
na vontade de acrescentar
o "nós" ao nosso cotidiano,
pois o pão que se divide
multiplica a nossa satisfação,
a alegria que se compartilha
amplia o campo de energias positivas
e a lágrima que se mostra
vai dizer a outrem que ele não sofre sozinho.


 

 

Cartão editado por Cleide Canton em 20/02/2006

  online