BOA NOITE, AMOR!
Cleide Canton


A vida privou-me de ter-te
mas não de ver-te.
Hoje nossos olhares cruzaram-se.
Quanto disseram!
Por segundos talvez
todos os nossos momentos
se fizeram presentes.
Quanto tempo feliz
reluz no infinito
das minhas lembranças.
Momentos onde o encanto
traz para o agora
os sorrisos fartos, 
os beijos roubados
a qualquer hora,
as despedidas
sempre ansiosas pelo amanhã.
Ainda te ouço
cantar tão bem Sinatra
ao meu ouvido...
New York, New York...
Tão divinamente ocupaste
o lugar do cantor
e me fizeste, ao vivo,
a mais linda declaração de amor.
Momentos tão nossos...
Nas minhas noites insones
procuro a tranqüilidade do teu olhar
e navego nesse mar
de ternura tanta
que a saudade espanta.

Não posso ter-te
e não terás a mim
mas ninguém se atreverá
a apagar de nossa memória
essa história
de amor sem fim.
Boa noite, amor!
Hoje, 
mais do que nunca,
estou contigo
como estás aqui.


SP, 20/07/2004
20:10 horas


 

 

 Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

Web designer Ana Amélia Donádio/Romantic Home
Página editada em 15/11/2004

  online