AINDA E SEMPRE

Cleide Canton

 

 
Por estes tantos caminhos
que se abrem a minha frente,
por mais que um atalho
se mostre atraente,
camuflado por sorrisos de vitória
e luzes que desconcertam o crente,
não perco o rumo.
 
Continuo seguindo tuas pegadas,
alimentando sonhos distantes,
que jamais se perderam
no emaranhado de intolerâncias,
que não foram ofuscados
na trama das circunstâncias,
nem se diluíram
nas densas lágrimas da saudade.
 
Persisto no caminho florido,
no rastro do teu perfume,
movida pelo eco de palavras eternas
que encontram abrigo
nas promessas que se fazem vivas,
nas chamas de um querer
que, altivo, desafia o tempo,
abranda vendavais
e segue, incólume,
o caminho traçado.
 
Ainda e sempre,
vive o amor
no olhar ausente,
no sorriso distante,
na palavra morna,
nos versos soltos
que ensaiam uma dança
no ritmo envolvente
da minha sempre esperança.
 
SP, 02/10/2006
14:30 horas 
 

FORMATAÇÃO DE SIMONE CZERESNIA

 

 
Quer enviar esta página?
Clique no Recomende.
 
 

Copie o código para colar no scrap do Orkut
 

Página editada por Cleide Canton em 13/11/2006

  online